Açougue Narloch em Itaiópolis-SC

Açougue Narloch, localizado no Núcleo Histórico Alto Paraguaçu, Itaiópolis-SC

Em agosto de 2011 a Estilo Nacional foi contratada pela Prefeitura Municipal de Itaiópolis-SC para o desenvolvimento de 08 (oito) projetos de restauração em edificações de madeira.

Localizado na região Norte de Santa Catarina, junto da divisa com o estado do Paraná, o Planalto Norte recebeu uma série de influências que se sobrepuseram e se mesclaram, reverberando na cultura construtiva e na paisagem. À presença indígena, se sobrepõe as levas de caboclos, e depois a colonização europeia, com presença marcante de alemães e eslavos (poloneses e ucranianos), mas também de russos, suecos, belgas, austríacos, suíços, noruegueses, tchecoslovacos e dinamarqueses.

Integram o escopo do contrato o Açougue Narloch, a Casa Slonina, a Escola Moeminha, o Moinho Buba de Itaió, o Moinho Buba de Poço Claro, o Moinho Felipe Werka, o Moinho João Landowski e o Moinho Kollross.

Três dessas edificações (Narloch, Slonina e Kollross) localizam-se no Núcleo Histórico de Alto Paraguaçu, bairro tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional devido ao seu elevado valor histórico e paisagístico no contexto do patrimônio cultural da imigração europeia.

O antigo açougue foi construído na década de 1920, pelo Sr. Alexandre Narloch. O imóvel, em estrutura estaiada de madeira com vedação no mesmo material, segue a tipologia de casas eslavo-paranaenses edificadas no início do século passado, por imigrantes de origem polaca. Após a desativação do estabelecimento comercial, no final da década de 1930, o bem sediou uma residência, o que contribuiu para alteração do partido original através do acréscimo de dois quartos e uma varanda. Na década de 1970, o bem não mais recebeu moradores, passando a abrigar uma loja de roupas até 1976. Desde então, o mesmo está desocupado, cuja falta de manutenção propiciou o agravamento de avarias estruturais refletidas na sinuosidade da cobertura e no desaprumo de esteios do porão.

O projeto de restauro elaborado propõe a reintegração do bem cultural no quotidiano do bairro Alto Paraguaçu, garantindo-lhe não somente sua conservação/preservação/reabilitação, mas sua utilização por uma gama maior de usuários. O Açougue Narloch receberá instalações sanitárias e uma nova cozinha, que poderá servir como área para elaboração e comercialização de produtos culinários locais.

Com relação à área externa, a edificação ganhará novas aberturas em sua cerca de madeira, garantindo  maior permeabilidade. Para acessibilidade universal propõe-se uma rampa externa, paralela à varanda e à rampa veicular. Junto à essa e também ao muro de divisa da edificação, estarão jardins com plantas ornamentais de baixo porte. Conserva-se, assim, a relação da edificação com seu entorno, compreendendo-se que sua ambiência seja parte de seu próprio valor cultural.

EQUIPE:
Coordenador: Edilson Borges
Historiadora: Flávia Klausing
Arquitetos e Urbanistas: André Nogueira, Mariana Gontijo, Clarissa Pontes e Carolina Albuquerque
Engenheira Civil: Iara Abreu
Estagiários: Gabriella Gobbi e Júlia Faria 

CONTRATANTE:
Prefeitura Municipal de Itaiópolis-SC

APROVAÇÃO:
IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (11ª SR - Santa Catarina)

ANO DO PROJETO:
2011/2012