Escola Moeminha em Itaiópolis-SC

Escola Moeminha, localizada no Povoado de Moeminha, no Distrito Sede de Itaiópolis-SC

Em agosto de 2011 a Estilo Nacional foi contratada pela Prefeitura Municipal de Itaiópolis-SC para o desenvolvimento de 08 (oito) projetos de restauração em edificações de madeira.

Localizado na região setentrional de Santa Catarina, junto da divisa com o estado do Paraná, o Planalto Norte recebeu uma série de influências que se sobrepuseram e se mesclaram, reverberando na cultura construtiva e na paisagem. À presença indígena, se sobrepõe as levas de caboclos, e depois a colonização europeia, com presença marcante de alemães e eslavos (poloneses e ucranianos), mas também de russos, suecos, belgas, austríacos, suíços, noruegueses, tchecoslovacos e dinamarqueses.

Integram o escopo do contrato o Açougue Narloch, a Casa Slonina, a Escola Moeminha, o Moinho Buba de Itaió, o Moinho Buba de Poço Claro, o Moinho Felipe Werka, o Moinho João Landowski e o Moinho Kollross.

Três dessas edificações (Narloch, Slonina e Kollross) localizam-se no Núcleo Histórico de Alto Paraguaçu, bairro tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional devido ao seu elevado valor histórico e paisagístico no contexto do patrimônio cultural da imigração europeia.

O objeto de intervenção refere-se a uma escola infantil construída na década de 1930, pertencendo à Sociedade Escolar Júlio Slovacki. O imóvel, em estrutura estaiada de madeira com vedação no mesmo material, segue a tipologia de casas eslavo-paranaenses edificadas no início do século passado, por imigrantes de origem polaca. Em seu repertório estilístico, encontram-se apenas lambrequins de madeira concentradas à fachada frontal. O imóvel está sem uso desde a década de 1980, quando foi construída nova edificação para sediar atividades educativas. O mesmo está abandonado, o que agrava seu precário estado de conservação.

Foi proposta a restauração do sistema construtivo típico da colonização polonesa no Brasil, aliada à adequação dos cômodos de apoio ao salão principal, com a restituição da funcionalidade da cozinha com a implantação de instalações hidráulicas adequadas, e inserindo-se instalações sanitárias onde anteriormente teria tido uma despensa. Do mesmo modo, pretende-se que o sótão permaneça como área de apoio, podendo ser utilizado como depósito. Viabilizando sua utilização, deverá ser agenciada a escada de acesso, de acordo com as normas de acessibilidade.

Além destes espaços, os cômodos hoje contidos no anexo deverão ter suas áreas destinadas a uma varanda, com a remoção das vedações em tabuado de madeira, uma vez que apresentam estado de conservação bastante precário, não se justificando a sua reconstituição, por se tratar de construção posterior à estrutura original da edificação. Deste modo, será feita uma alusão a sua simetria primitiva, através da manutenção de sua volumetria, respeitando-se assim ambos momentos históricos.

EQUIPE:
Coordenador: Edilson Borges
Historiadora: Flávia Klausing
Arquiteta e Urbanista: Nívia Raquel
Engenheira Civil: Iara Abreu
Estagiários: Gabriella Gobbi e Júlia Faria 

CONTRATANTE:
Prefeitura Municipal de Itaiópolis-SC

APROVAÇÃO:
IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (11ª SR - Santa Catarina)

ANO DO PROJETO:
2011/2012